7 de fev de 2012

o que o AMOR for, que seja!

Na minha opinião acho que o amor tem sido, sim, tem sido, uma definição um pouco restritiva e um pouco limitativa. Acho até que o próprio símbolo (o coração) tem vindo a direccionar-se para o amor de atracção física, ou melhor, um amor carnal. Eu duvido dessa direcção que as pessoas dão ao amor na maior parte das vezes. Penso até que não estão a fazer justiça do significado dessa palavra. 
Não deveríamos dar graus ao amor - não deveria ser gosto do/a meu amigo/a, amo  a/o namorada/o, idolatro a minha mãe...Amor é uma atitude, amor é um gesto, amor é  só uma palavra: AMOR e é incondicionalintemporal, a linguagem universal e um dom extraordinariamente importante, que deve ser estimado.




4 comentários:

Cristina Fitas disse...

para mim o amor são acções e não palavras

SusanaPinto disse...

ai o amor é tão dificil de definir...

Natália Granja disse...

Concordo!
O amor não se demonstra através de palavras mas sim de actos, de gestos.

DavidPampillo disse...

é por isso que o que o amor for que seja! Cada um sente o amor de maneira diferente e partilha o amor de maneira diferente ;) :D