7 de fev de 2012

Mais uma vez senti.

Hoje senti. Mais uma vez senti este medo que me atormenta sempre que invade o meu pensamento. Mais uma vez senti esta angústia que me invade sempre que penso no inevitável.
Mais uma vez senti o medo de te perder.
Mas sei, sei que estarás comigo por muito tempo, pois não posso com uma ideia contrária a esta.
Hoje senti. Mais uma vez senti um orgulho imenso que invadiu o meu coração quando te ouvi.
Senti uma alegria enorme quando te senti. Senti um carinho imenso quando te vi.
Hoje ouvi-te. Ouvi-te dizer que gostas de mim, ouvi-te dizer que me queres perto de ti, ouvi-te mais uma vez falares da tua vida e sim, ouvi-te com muita atenção e ali fiquei, deliciada.
Hoje senti-te. Senti-te quando te abracei. Abraço esse que durava enquanto me emocionava. Abraço esse que guardarei sempre comigo.
Prometo-te, prometo-te que estarás bem.
Só não te dou o céu se não puder.
Minha grande avó.





8 comentários:

Sónia Fernandes disse...

Está lindo, Natália :)
Tenho a certeza que se a tua avó visse iria adorar e também tenho a certeza que ela gosta muito muito de ti :)

Cristina Fitas disse...

lindissimas palavras. Vê-se que o teu amor pela tua avó é enorme e pusest em palavras todos os teus sentimentos de uma bela forma

Natália Granja disse...

Obrigada :)
E não, não estão os meus sentimentos totalmente expostos pois não há palavras para descrever a forma como a admiro :)

Prof. Graça Magalhães disse...

Feliz a avó que tem uma neta tão ternurenta e sensível...

Sónia Fernandes disse...

Estou completaamente de acordo, Professora :)

Natália Granja disse...

E feliz a neta que tem uma avó como a minha :)
Obrigada professora e Soninha :)

SusanaPinto disse...

oh grandes palavras, só eu não consigo transcrever o que sinto pelos menos Grandes Avós...Simplemente amo-os e não tenho mais palavras para os descrever... :)

DavidPampillo disse...

*.* Muy Bien ;) :)