2 de fev de 2012

Às vezes convencemo-nos de que não vamos voltar a amar. E em quantas dessas vezes não estamos já apaixonados? Nós e a nossa mania de negar o óbvio só porque temos medo do que ele pode acarretar.