1 de ago de 2011

Um livro por semana


Título: Frágil, Tudo pode quebrar. Mas algumas coisas doem mais do que outras.

Autor: Jodi Picoult

Editora: Civilização Editora


Páginas:498


Sinopse: Willow, a linda, muito desejada e adorada filha de Charlotte O’Keefe, nasceu com osteogénese imperfeita - uma forma grave de fragilidade óssea. Se escorregar e cair pode partir as duas pernas, e passar seis meses enfiada num colete de gesso. Depois de vários anos a tratar de Willow, a família enfrenta graves problemas financeiros. É então que é sugerida a Charlotte uma solução. Ela pode processar a obstetra por negligência - por não ter diagnosticado a doença de Willow numa fase inicial da gravidez, quando ainda fosse possível abortar. A indemnização poderia assegurar o futuro de Willow. Mas isso implica que Charlotte tem de processar a sua melhor amiga. E declarar perante o tribunal que preferia que Willow não tivesse nascido...


Opinião:

Quem foi da minha turma já sabe que tenho um fascínio pelos livros da Jodi.
Pensava que já tinha lido os melhores livros dela mas mais uma vez ela conseguiu me surpreender com este magnifico livro.
Este livro mostra-nos as dificuldades que uma família passa quando uma criança nasce com uma deficiência ou doença, neste caso era Osteogénese Imperfeita também designada como a doença dos Ossos de Vidro.
O livro não só fala sobre os problemas que esta família enfrenta como também os das pessoas que convivem com esta família, por isso que o livro é tão interessante, não se centra só na família O'Keefe.
A história tem 4 Partes e em cada parte temos as narrativas de um familiar da Willow ou alguém que está envolvida na vida dela, e também encontramos receitas que Charlotte escreve e nas quais associa as preparações à forma como tem de cuidar da filha.

Este livro marcou-me, depois de o ler não deixei de pensar na questão que nele fora levantado.
Nele encontramos todo o tipo de temas como esperança, arrependimento, identidade e família que irão causar reviravoltas até o final do livro.
A verdade é que a Jodi Picoult criou uma história terrivelmente realista e acho que é por isso que ficámos a pensar no livro depois de o ler.
Aviso aos corações de manteiga que este será um livro em que irão verter umas lágrimas, tal como eu.

Minha avaliação:

5/5- Excelente

3 comentários:

DavidPampillo disse...

bastante interessante ;)

Cristina Fitas disse...

Não sei se te recordas mas este foi o livro que a sara apresentou no 2º período

DavidPampillo disse...

eu lembro-me ;)