26 de mar de 2012

Não são as grandes provas que sustentam os sentimentos. Não é que seja realmente necessária qualquer prova. E se se consideram essenciais as provas, não são as megalómanas mas sim as pequenas, as de cada dia. São os pequenos pontos que unidos constroem um imenso colorido. Tal como cada letra que agora escrevo contribui para este texto: coesão interna, assegurada por cada um destes pequenos símbolos. Nenhum substitui o outro, nenhum tira lugar ao outro. Juntos, tornam isto possível. Tal como nas relações humanas.