30 de mar de 2012

Desculpe, qual era a pergunta?

Até que idade crescemos? 
O esqueleto humano cresce sem parar desde a infância até ao fim da puberdade (nas raparigas por volta dos 16 anos, nos rapazes por volta dos 18), mas sabe-se que o processo se pode completar entre os 20 e os 24 anos.
Dormir depois de comer engorda?
SIM! Quando o consumo energético (ou seja, o que comermos) for superior ao que queimarmos, o excesso é armazenado em forma de gordura e portanto, engordamos. Por outra lado, dormir mal também pode influenciar o nosso peso. Estudos recentes demonstraram que as pessoas com perturbações de sono podem ser vítimas de alterações hormonais e tendem a armazenar mais uns quilinhos.
Qual é o país mais azarado?
Segundo um estudo realizado pela Organização Mundial de Saúde é a Rússia. Os seus habitantes tropeçam, envenenam-se e queimam-se com uma frequência que ultrapassa qualquer outro país do mundo, e não é por serem distraídos ou desajeitados. Para a OMS, as estatísticas devem-se a um factor bastante...claro: o vodka! O elevado número de acidentes pode ser explicado pelo facto de que cada russo bebe, em média, 31 litros de vodka por ano!
Quantos litros de sangue tem o corpo humano?
Uma pessoa normal possui um volume de 5 a 6 litros de sangue circulando no corpo, apresentando geralmente até 7% do seu peso.
Qual é o alimento preferido de cada sexo?
Um estudo recente revela que o sexo feminino prefere mais o chocolate e os sexo masculino a carne. O estudo também diz que elas tendem a comer os seus alimentos favoritos quando estão mais tristes, enquanto que eles, pelo contrário, se lançam ao bife quando se encontram especialmente felizes. O estudo também revela que as emoções perante ou após as refeições variam para cada sexo - nas mulheres, o sentimento de arrependimento ou culpa depois de uma sobremesa, já os homens sentem-se felizes ao longo do banquete mesmo que tenham de alargar o cinto depois de finalizado.
Há pessoas que não sentem medo?
 Sem dúvida existem pessoas muito pouco temerosas. O síndrome de João Sem Medo foi baptizado assim porque de facto, há pessoas que não se inquietam nas situações mais críticas. No entanto isto não é de todo uma qualidade, visto que é a nossa capacidade de sentir medo aquela que permite defendermo-nos. Isto leva a crer que as pessoas que "não sentem medo" sofram de perturbações mentais e até de psicopatia. Segundo os especialistas, ter medo, em certas situações, é sinal de boa saúde.
Confiamos mais nas pessoas mais altas?
Ao que parece seria boa ideia substituir a frase "vale o seu peso em ouro" por "vale a sua altura em ouro". Um estudo realizado pela Universidade de Florença (Itália) não só demonstrou que as pessoas mais altas são mais apreciadas pela sociedade, como conseguiu quantificar a vantagem. Para o autor do estudo, cada centímetro mais de altura de um trabalhador vale-lhe 230 euros por ano. O autor afirma também que as pessoas mais altas possuem maior auto-estima, o que leva a despertar a confiança e o respeito naqueles que a rodeiam.
Porquê é tão difícil dizer "AMO-TE"?
Talvez seja uma das frases mais ouvidas nos filmes, mas é uma das que menos se escutam na vida real. A razão fundamental para a dificuldade que encontramos com uma frase tão simples é o compromisso implícito que carrega. Os especialistas dizem que estamos muito conscientes de que a frase implica "uma bomba emocional", o que nos leva a ser bastante hesitantes. Trata-se de racionalizar um sentimento, o que nem sempre é tarefa fácil. Outro motivo está em que a impossibilidade de retirar o que se disse ou o receio de rejeição tornam este simples verbo, difícil de conjugar.

Adaptado In Super Interessante.

4 comentários:

Patricia Laranjeira disse...

adorei o blog, estou a seguir :)

Cristina Fitas disse...

Já descobri porque ninguém me leva a sério. O meu tamanho :(
Tragam para cá o chocolate para consolar a minha tristeza :D

DavidPampillo disse...

Fico contente que sigas o blog ;)

DavidPampillo disse...

E Cristina, eu disse sempre que o chocolate ia todo para as ancas! ahahahah!

Gostei do teu coment. ahahahahaha! **