19 de fev de 2012

Hoje em Dia # Sociedade 2

E hoje, o tema volta a ser a Sociedade. Não é que não haja outros assuntos que me afectem, mas a cada dia, seja a fazer que tarefa for, apercebo-me de coisas que me assustam de tão retrógradas que são.
Falemos, então de Sexualidade e do tabu que continuamos a criar em volta do tema. e há duas vertentes que são muito mascaradas na nossa sociedade: falar de sexo, e falar de homossexualidade. É rara a pessoa que se sente à-vontade para falar das suas experiências sexuais, ou das suas dúvidas com amigos/familiares/até mesmo com o companheiro. E isto é válido para qualquer faixa etária. Por isso muitas vezes as pessoas sem pudor para falar são conotadas negativamente. A meu ver não faz qualquer sentido. Quantas pessoas conheço eu que são falsas púdicas? Pelas minhas contas são muitas, muitas mesmo. E enquanto continuarmos a ver a sexualidade desta forma muitos jovens continuarão com dúvidas, muitos adultos continuarão a ser infelizes por não se sentirem realizados.
Falar de homossexualidade continua a ter o seu quê de estranho. E não é porque seja preconceituosa, é sim porque todos se dizem possuidores de uma "mente aberta", todos dizem que "gays e lésbicas não me fazem impressão", mas a verdade é que todos acabam a conversa dizendo "desde que não demonstrem nada à minha frente". Será este o caminho para a verdadeira tolerância? Não, não é! Se queremos ser tolerantes (e devemos), temos de ver os outros como nos vemos a nós mesmos, e reconhecer-lhes o direito de beijar, fotografar, abraçar, casar, adoptar, divorciar, mas acima de tudo AMAR, como admitimos isto tudo em nós próprios.

P.S.: Provavelmente esta postagem vai ser entendida erradamente. Ou isso, ou vão achar que sou mal resolvida, ou depravada. Sinceramente, não me interessa. Desde que contribua para mudar mentalidades, valeu a pena.

3 comentários:

João Pedro disse...

Muito bom Mariana, e não podia estar mais de acordo.

Cristina Fitas disse...

Mariana, agora comigo a comentar a tua publicação já ninguem te acha depravada :D
Concordo plenamente contigo.
Acho que sexo e homossexualidade ainda são assuntos tabus da nossa sociedade.
Chamam-me de perversa mas muitas vezes não reparam que eles é que estão a ser púdicas enquanto eu falo num tema que não me aflige a falar em praça pública porque acho que é uma coisa como qualquer outra. Se o amor não escolhe idades, então também não deveria escolher sexos, e ter relações sexuais é a coisa mais normal que existe, como acham que nasceram? Deve ter sido uma cegonha, não?

SusanaPinto disse...

eu gostei, e concordo!!!