31 de jan de 2012

Semana vitorosa prós meus:


Este fim-de-semana foi vitorioso para os meus grandes clubes, o Sporting e o Gil Vicente.

O Sporting contrariou as tendências deste ano 2012 e teve a sua 1ª vitória (finalmente), derrotando o Beira-mar por 2 bolas a 0, com golos do magnífico Onyewu. Pronto e agora é continuar assim daqui para a frente, porque ainda podemos ser Campeões (a esperança é a ultima a morrer).

E o Grande Gil derrotou o Porto por 3-1, o que não acontecia desde da época de 2003/2004 quando o Gil ganhou por 2 bolas a 0. E não me venham dizer que foram roubados pela arbitragem. Quantas vezes vocês foram favorecidos pela arbitragem? Pois, esquecem-se desse grande pormenor. A vitoria dos galos não foi só com a ajuda dos árbitros, mas foi pelo grande mérito dos jogadores do Gil que fizeram uma bonita exibição. Não esquecer que o Gil interrompeu os 55 jogos que o Porto não perdia na Liga. Ah pois é…
Já que estamos a falar do Gil, soube á pouco uma noticia já confirmada: César Peixoto é um reforço de Inverno. Agora não se admirem de ver o César a passear por Barcelos com a Diana Chaves.

Boa Semana e façam desporto.
Susana Pinto

7 comentários:

silviafreitas. disse...

Dessa do César peixoto não sabia!

SusanaPinto disse...

mas parece que é verdade... os blogs serve também para dar novidades né!

Jorge Silva _D disse...

E já que estavas a falar das transferências do Gil pq que só falaste do César Peixoto?

SusanaPinto disse...

porque foi a mais recente :p

Mariana disse...

O Gil fez algo que nem o Benfica nem o Sporting fizeram. true story (;

DavidPampillo disse...

Bem, a mim não me interessa nada do que estão para aí a dizer - só de pensar que a Diana Chaves vai andar às voltinhas aqui em Barcelos...bem...tragam todos os César Peixoto que quiserem ;)

Cristina Fitas disse...

Pois Susana, o Sporting vai perder contra o Gil, por isso é melhor dar-te um pacote de lenços para as lágrimas.
A sorte do Gil é o Vítor Pereira estar no Porto, o Maicon a jogar com dois pés esquerdos e o 13 milhões ser incompreendido senão o Galo passava a ganhar Frangos