10 de nov de 2011


Choramos, rimos, gritamos, mas lutamos. Lutamos, lutamos, lutamos(...) e esperamos. A vitória há-de chegar.
No meio da tristeza, existe uma altura em que temos consciência do valor que temos perante a vida, sentindo por isso que somos mais fortes que a tristeza e que podemos e conseguimos lutar contra ela.

Um comentário: