26 de jul de 2011

"Numa breve conversa com a lua,
cheguei a uma conclusão
a verdade nua e crua,
realidade, não ficção

Muitas verdades custaram ouvir
em algumas delas houve emoção
não era fácil o que estava a sentir
carinho, amizade, paixão...

Nisto chegou uma estrela
cujo seu nome não dizia
sua beleza era eterna
queria abraçá-la mas não podia

Convicta, gostava de conhecê-la
mas ela para mim estava inapta
eu era mortal e ela uma estrela
apenas soube que seu nome era Marta

Trocámos apenas alguns sorrisos
embora houve-se química no ar,
ela não me era de todo indiferente
eu estava-me de novo a apaixonar

Após um chamamento da terra
tive de voltar a descer
no coração levava sua imagem
mas tinha de a voltar a ver. "

Autor desconhecido

8 comentários:

Gabriela ♥ disse...

Adorei *-*

Cristina Fitas disse...

Lindo poema, pena não podermos conhecer o autor

Natália Granja disse...

Vi este poema escrito numa mesa quando andava na esaf :)
gostei bastante dele e decidi guardei-o assim sendo, decidi postá-lo aqui.

Natália Granja disse...

*gostei bastande dele, guardei-o e decidi postá-lo aqui.

Cristina Fitas disse...

então ainda bem que o guardaste

DavidPampillo disse...

gosto *

Anônimo disse...

Sempre podem conviver e comer os dois, aliás podem partilhar o chocolate, e nenhum dos dois tem ciúmes um do outro. xD
JOÃO PEDRO

Anônimo disse...

o comentario acima não era para aqui, como já devem ter percebido, era para a publicação da natália acerca do chocolate. :x
João Pedro