6 de abr de 2011

Free Me (Liberta-me)


Um videoclip que, com certeza, irá pôr a refelectir quem tenha um pingo de humanidade.

(Tradução)
Eu não te pedi para me tirares daqui
Eu não pedi para me partires
Não te pedi para me mimares
Ou me tratar como um objecto

Mas a minha pele é densa
E a minha mente é forte
Eu cresci como o meu pai
Eu não fiz nada de errado

Então libertem-me
Eu só quero sentir como a vida deveria ser
Eu só quero espaço suficiente
para me poder virar
E encarar a verdade
Então libertem-me

Quando é que vocês vão perceber
Que simplesmente estão errados?
Vocês nem conseguem pensar por vós próprios
Não conseguem nem pensar
Então a minha mente é uma jaula
Eu odeio toda a raça humana
Que raio querem vocês de mim?
Matem-me se apenas não sabem
Ou... Libertem-me

Eu só quero sentir como a vida deveria ser
Eu só quero espaço sufeciente para me virar
Vocês estão todos f*****s
Quem sabe um dia me tratem como um de vocês

2 comentários:

Natália Granja disse...

Já tinha visto este video com esta musica e choca mesmo. A música diz tudo.
É triste o que fazem aos animais.
Tratam-os como objectos, como meros objectos, como se fossem inferiores a nós, e são? não, são simplesmente diferentes!

Boa publicação João Pedro :)

João Pedro disse...

É mesmo Natália.
As pessoas precisam mesmo d'uma lavagem cerebral para se aperceberem do que fazem!
Obrigado (;