27 de fev de 2011

Uma Questão de SEXO

Todos sabemos como os tempos evoluem, e um das provas concretas que suporta isso é o tal tema tão cobiçado: o SEXO.

No outro dia estive a ver um programa num canal que eu gosto muito, o Odisseia, e o assunto que estava a ser alvo de análise era o SEXO, ou mais especificamente, "como falar do sexo às nossas crianças?".

Eu ainda sou do tempo, acho, em que os nossos pais não nos falavam muito sobre o sexo, a única coisa que eu me lembro era o meu pai dizer: "foi um bichinho que depois se transformou em ti!". Visto dessa forma era algo muito vago, mas, verdade seja dita eu também nunca perguntei ou fomentei mais sobre o assunto.

Na mesma medida em que fui crescendo, na mesma medida foi-me dada conta de mais coisas, as vezes por força das circunstâncias e outras vezes porque eu mesmo tive o desplante de perguntar e os meus pais, os meus familiares, foram bastante abertos, tão abertos ao ponto de estranhar, mas acho que é mesmo assim, felizmente!

Este tema no geral é muito relativo, depende de pai ou mãe para filha/o, da mentalidade, da própria época, etc.

Um dos casos que estavam a expor no documentário era a de um filho, de 9 anos, que estava sempre a perguntar à mãe como se faziam os bebés, e a mãe, arranjava todo o tipo de discursos e argumentos para não responder à pergunta que o filho lhe colocara, sempre a desviar.

E achei que era uma forma má de agir. Acho que deve ser explicado quanto mais claro melhor, para mais tardar não se fazerem outros juízos e criarem-se situações um pouco desagradáveis.

Contudo, e tal como disse o psicólogo, deve ser feito por etapas, tendo em conta a idade da criança.

Outra condicionante sobre essa matéria e sobre as sub-matérias que da principal advêm, é a questão da mentalidade. Os nossos avós criaram os nossos pais de acordo com o que para o seu tempo era politicamente e moralmente correcto e tendo sempre em conta: a Igreja, claro.

Não é o meu caso, mas para muitos avós a questão do SEXO continua e permanecerá firmemente a ser uma gaveta fechada a sete chaves e claro, como já referi a Igreja teve a sua quota-parte sobre o assunto, "EU DEI-VOS A CASA, AGORA, REPRODUZI-VOS E PROLIFEREM-SE". Foi mais ou menos desta forma que segundo consta no Manuscrito Sagrado, Deus ordenou a Adão e Eva para se fazerem ao futuro, mas não há na Bíblia provas de que Deus os ensinou a como fazê-lo ou se eles o aprenderam sozinhos, de qualquer maneira tudo aponta para esta última.

Bem, é tudo uma questão de ideologia.No entanto, é algo contraditório, tudo foi porque Adão e Eva comeram o Fruto Proibido e daí, resultou a noção de pecado...mas então não percebo? Deus disse, reproduzi-vos mas depois é dito que sexo é pecado? É realmente algo paradoxo.

Bem, digo desde já que não quero estar a derrubar os alicerces daqueles que devotamente sustêm a Igreja, apenas fiz uma constatação justa de factos que me parecem um tanto ou pouco firmes.

Tudo isto para dizer: falemos de SEXO abertamente desde o princípio até ao fim. Com respeito e sinceridade. :)

9 comentários:

SusanaPinto disse...

Muito bem dito David....

E concordo naquela parte que os pais devem falar com os filhos, dependendo da idade obiamente, mas tambem têm de ter cuidado naquilo que dizem, nao mentir, mas omitir certas coisas, obiamente, na minha opnião....

silviafreitas. disse...

Devemos sempre falar abertamente, mesmo que o assunto seja tabu, tipo SEXO.
Acho que omitir só cria mais e mais problemas do que falar abertamente sobre tudo.
Na minha opinião sexo até não considero um tabu, falando por mim.

É sempre bom realçar o lado mais 'envergonhado' e menos cómodo da população em geral (:

DavidPampillo disse...

concordo :D

silviafreitas. disse...

Aquela critica ali no texto está divinal :b

SusanaPinto disse...

cada um tem a sua opnião...
estamos num pais livre PRA JÁ....

DavidPampillo disse...

obrigado silvia :D

silviafreitas. disse...

De nada (:

kristina fitas disse...

Eu acho que devemos ensinar-lhes tudo o que sabemos, às vezes quando os pais omitem ou dizem "Nunca faças sexo" ai o adolescente tem tendência a contrariar os pais e depois aparece em casa com um filho para cuidar.
David a questão da igreja Deus disse para fazer sexo só para procriar e não para o prazer pessoal.
Gostei do texto, parabéns

DavidPampillo disse...

Obrigado pelo comentário cristina e já agora, estava a ser ironico quando disse que não percebia o que a Igreja queria, porque até percebo muito bem o que ela quer ;) de qualquer maneira obrigado pela informação.