29 de dez de 2010

muda o teu mundo, eu mudei o meu.

Dentro de dias estaremos num novo ano. Ponho-me a pensar em qual será a diferença entre mudar de ano e permanecer no mesmo. Como aluna de História, considero que esta forma de contar o tempo é bastante útil para dividir o Passado em estruturas, conjunturas e épocas. Mas para os comuns mortais que não se interessam minimamente por História (e não são tão poucos como pode parecer), que significado tem a mudança de ano?
A frase que mais se ouve é ano novo, vida nova mas a verdade é que pouca gente faz alguma coisa para que a sua vida mude. Os problemas permanecem, não é por sairmos de casa em 2010 e entrarmos em 2011 que deixamos de ter contas para pagar; não é por sairmos da escola em 2010 com más notas mas termos o desejo que em 2011 o panorama melhore que mal entremos lá em 2011 vamos subir notas. Na vida real, as coisas não acontecem sem uma razão, sem um agente.
A Mudança para ser considerada uma acção humana tem de ter um agente, tem de ser feita com intenção, vontade, racionalidade, liberdade, responsabilidade. São raras as vezes em que deixamos de apregoar uma “vida nova” e nos tornamos agentes da mudança. Eu para mim quero o melhor, quero realizar os meus sonhos, quero aqueles que amo felizes, quero saúde, quero paz, quero também dinheiro – e não tenho problema em admiti-lo -, quero FELICIDADE. O que eu quero para mim, quero para os outros. A diferença é que na minha vida quem manda sou eu, e eu farei todas as mudanças necessárias para que a vida me corra bem. Façam o mesmo!

5 comentários:

DavidPampillo disse...

Aqui estão um conjunto de verdades que tocam o nosso mais profundo. A mariana expôs com todas as letras, mas brevemente, algo que acontece sempre mas que as pessoas se esquecem. E como ela disse, "ano novo, vida nova", não esperemos que as coisas se façam por si sós, temos de ser nós a fazê-las, nós somos os agentes do nosso futuro, e somos nós com a nossa vontade, intenção e liberdade que o fazemos acontecer.
Bem visto xana ;)

IsabelJuncalP disse...

como eu te percebo, alexandra! fico revoltada quando nós até tentamos melhorar algo na nossa vida (independentemente da altura do ano), mas por preguiça de um conjunto de seres humanos ficamos limitados...

Hélia AC disse...

Não resisti, tenho mesmo de comentar, Mariana.
Tens toda a razão no que escreveste, assim como os comentários anteriores foram bem feitos. Há tanta coisa que é dita da boca para fora nesta sociedade, que às vezes deixa a pouca parcela de gente que ainda reflecte a implorar que se calem. Se querem tanto uma vida nova, têm de fazer por ela, não só desejar!
Já agora, vocês todos têm muita razão no que escrevem neste blog.
Bom ano para todos!

Prof. Graça disse...

MUDANÇA , ora aqui está um tema de que falaremos muito em breve.
"Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades", já dizia o grande Poeta, mas será mesmo assim?

Mariana Pereira disse...

muito obrigada a todos por terem lido e deixado opinião (:
a mudança é sempre necessária. Mudança de hábitos, de palavras, de lugares, e às vezes até é preciso mudarmos os nossos valores